Elaboração de um procedimento assistencial, em psicologia hospitalar, no contexto da pandemia do COVID 19

Resumo

A pandemia da COVID-19 gerou mudanças normativas, gerenciais e assistenciais na área da psicologia hospitalar. Os procedimentos assistenciais foram modificados nas instituições hospitalares em decorrência da pandemia. O Procedimento Operacional Padrão (POP) orienta a execução de tarefas. O distanciamento social, criado pela pandemia, trouxe limitações para o trabalho do psicólogo. O atual relato de experiência pretende descrever e analisar o processo de readequação do POP da equipe de Psicologia Hospitalar de um Hospital Universitário do semiárido pernambucano. Essa modalidade de pesquisa de caráter qualitativa é caracterizada pela relação dos autores com o objeto de estudo. Os dados foram coletados do e-mail institucional, das atas das reuniões e do POP. A análise dos dados foi realizada considerando estudos na área da saúde mental e atenção psicossocial (SMAPS) e da pandemia da COVID-19. O POP foi elaborado considerando as restrições impostas pela pandemia, as normativas criadas pelo CFP no contexto da pandemia e a literatura especializada em SMAPS. A elaboração do documento foi realizada através de E-mail, nos quais eram realizadas a distribuição de tarefas e os profissionais compartilhavam suas análises e produções. A organização e execução do trabalho respeitaram o distanciamento social, porém desacelerou a construção do documento. O procedimento foi atravessado pela Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). A falta de experiência com a TIC exigiu pesquisas e aprendizagem a partir da assistência. Os profissionais discutiram o uso de novos recursos e as dificuldades associadas a esse processo, o que fomenta a pesquisa na área de atendimento psicológico on-line.

https://doi.org/10.51909/recis.v2i1.53
PDF

Referências

Brasil. Conselho Federal de Psicologia Coronavírus informações do CFP. [internet]. [citado 2020 out 20]. Disponível em: https://site.cfp.org.br/coronavirus/1-inicio/.

Brasil. Conselho Federal de Psicologia. Resolução nº 4 de 26 de março de 2020. Dispõe sobre regulamentação de serviços psicológicos prestados por meio de Tecnologia da Informação e da Comunicação durante a pandemia do COVID-19.Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília (DF), 2020 Mar 26; Seção 1:61.

McCord CE, Console K, Jackson K, et al. Telepsychology training in a public health crisis: a case example, Counselling Psychology Quarterly. 2020. https://doi.org/10.1080/09515070.2020.1782842

Zhang J, Wu W, Zhao X, et al. Recommended psychological crisis intervention response to the 2019 novel coronavirus pneumonia outbreak in China: a model of West China Hospital. PrecisionClinical Medicine. 2020;3(1):3-8. https://doi.org/10.1093/pcmedi/pbaa006

Xiang Y-T, Yang Y, Li W, et al. Timely mental health care for the 2019 novel coronavirus outbreak is urgently needed. The Lancet Psychiatry. 2020;7(3):228-9.https://doi.org/10.1016/S2215-0366(20)30046-8

Grincenkov FR. A Psicologia Hospitalar e da Saúde no enfrentamento do coronavírus: necessidade e proposta de atuação. HU Revista. 2020;46:03-e.4. https://doi.org/10.34019/19828047.2020.v46.30050.

Pereira FM, Penido MA. Aplicabilidade teórico-prática da terapia cognitivo comportamental na psicologia hospitalar. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas. 2020; 6(2): 189-220. https://dx.doi.org/10.5935/1808-5687.20100021.

Duan L, Zhu G. Psychological interventions for people affected by the COVID-19 epidemic. The Lancet Psychiatry. 2020;7(4):300-2. https://doi.org/10.1016/S2215-0366(20)30073-0

Brasil. Conselho Federal de Psicologia. Oficio - Circular nº 40/2020/GTec/CG-CFP. Carta de Recomendações sobre Coronavírus do Conselho Federal de Psicologia. https://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2020/03/SEI_CFP-0214041-Of%C3%ADcio-Circular_.pdf

Brasil. Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares. Norma operacional - NO.SGQVS.001. Elaboração e controle de documentos institucionais.

http://www2.ebserh.gov.br/documents/2016343/4699516/Norma_de_Elaboracao_e_Controle_de_Documentos__v.2____01.08.19.pdf/6443dcd1-56e2-486f-a051-36051fdca948

Marca JVF, Adler P, Martins R. Indicadores para mensurar qualidade e efetividade do trabalho do psicólogo em UTI. In: KLTAJIMA K. (Org.). Psicologia em Unidade de Terapia Intensiva: critérios e rotinas de atendimento. Rio de Janeiro: Revinter; 2014, 71-83.

Canzonieri AM. Metodologia da Pesquisa Qualitativa na Saúde. 2ª ed. Rio de Janeiro: Vozes; 2011.

Cogo AS, Melo BD, Pereira DR., et al. Saúde mental e atenção psicossocial na pandemia COVID-19: processo de luto no contexto da COVID-19.2020.https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/42350

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Revista de Ensino, Ciência e Inovação em Saúde