Ação popular contra a dengue: educação em saúde em comunidade rural de Petrolina/PE
PDF

Palavras-chave

Saúde Pública
Estratégia Saúde da Família
Dengue
Educação em Saúde
Participação da Comunidade Public Health
Family Health Strategy
Dengue
Health Education
Community Participation

Resumo

A dengue é um problema de saúde pública em todo o país; contudo, tem suas medidas de controle negligenciadas historicamente, especialmente em áreas rurais. Trata-se de uma doença que expõe as desigualdades socioeconômicas, sobretudo no acesso à infraestrutura e informação. Neste contexto, a “Ação popular contra a dengue”, desenvolvida pela equipe da Estratégia de Saúde da Família (ESF) da Unidade Básica de Saúde N6, área rural de Petrolina/PE, em articulação com a população local, teve como objetivo a redução da incidência de dengue a partir da educação e da participação popular. Participaram da intervenção a equipe de Combate às Endemias municipal e representantes da comunidade, priorizando as necessidades de saúde locais. O plano de ação consistiu em atividades intersetoriais, educação em saúde para a comunidade, com a formação de Agentes Populares de Saúde, e vistorias aos prédios e terrenos da região para a identificação e combate de focos do mosquito.

https://doi.org/10.51909/recis.v2i2.157
PDF

Referências

Pan American Health Organization & World Health Organization. Dengue. PAHO/WHO 2020. Disponível em: http://www.paho.org/en/topics/dengue

Antunes SP. Combate à dengue na comunidade de Cachoeira Escura, Belo Oriente - MG: um plano de ação [trabalho de conclusão de curso]. Governador Valadares (MG): Universidade Federal de Minas Gerais; 2019. Disponível em: https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/14694

Barbosa IR, Araújo L de F, Carlota FC, Araújo RS, Maciel IJ. Epidemiologia do dengue no Estado do Rio Grande do Norte, Brasil, 2000 a 2009. Epidemiol. Serv. Saúde. 2012 Mar; 21(1): 149-157. http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742012000100015.

Martins VEP, Alencar CHM, Facó PEG, Dutra RF, Alves CR, et al. (2010) Distribuição espacial e características dos criadouros de Aedes albopictus e Aedes aegypti em Fortaleza, Estado do Ceará. Rev Soc Bras Med Trop 43(1): 73–77. https://doi.org/10.1590/S0037-86822010000100016

Giovanella L, organizador. Políticas e sistema de saúde no Brasil. 2a ed. rev. e ampliada. Rio de Janeiro, RJ: Editora Fiocruz: Centro Brasileiro de Estudos da Saúde; 2012. 1097 p.

Nedel FB, Facchini LA, Martín M, Navarro A. Características da atenção básica associadas ao risco de internar por condições sensíveis à atenção primária: revisão sistemática da literatura. Epidemiol Serv Saude. 2010 jan-mar;19(1):61-75. http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742010000100008.

Pessoa JPM, Oliveira ESF, Teixeira RAG, Lemos CLS, Barros NF. Controle da dengue: os consensos produzidos por Agentes de Combate às Endemias e Agentes Comunitários de Saúde sobre as ações integradas. Ciênc

Saúde Colet. 2016;21(8):2329-38. https://doi.org/10.1590/1413-81232015218.05462016

Cardona Júnior A, Andrade C, Caldas L. Educação em saúde: programa e canal de comunicação via WhatsApp da unidade básica de saúde do N6 para comunidade rural do sertão pernambucano. APS. 9jun.2020;2(2):137-41. https://doi.org/10.14295/aps.v2i2.92

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Revista de Ensino, Ciência e Inovação em Saúde